Passo a Passo para Você Sair das Dívidas

Se você está endividado e não sabe o que fazer para mudar a situação, saiba que organização financeira é  o primeiro passo para você sair das dívidas. E para te ajudar vou fazer um passo a passo de como sair das dívidas.

 

1. Conheça as suas dívidas:

Você sabe exatamente o quanto você deve? Ter conhecimento detalhado das suas dívidas é o primeiro passo para você que quer sair das dívidas. Eu recomendo que você crie uma lista incluindo as seguintes informações:

  • Seus Credores
  • O valor atual da dívida
  • Caso a dívida esteja parcelada, o valor da parcela e a quantidade de parcelas que ainda restam serem pagas
  • A taxa de juros cobrada nessa dívida

Conhecer a taxa de juros cobrada na sua dívida é muito importante, pois essa informação irá te auxiliar a definir qual dívida deverá ser paga antes. Caso você não tenha essa informação busque no seu contrato de financiamento ou solicite a informação ao credor.

 

2. Faça um Orçamento:

Ter um orçamento doméstico é essencial para qualquer pessoa, estando ela endividada ou não. É com base no orçamento que você deve realizar suas compras e programar os seus sonhos/objetivos financeiros. Saiba exatamente o quanto você ganha e o quanto você gasta.  Aqui no blog tem um artigo que explica como montar um orçamento doméstico.

 

3. Corte Gastos:

Se você quer sair das dívidas é importante que você reveja seus hábitos de consumo e corte gastos, defina meta de gastos para cada item e vá acompanhando durante o mês.

 

4. Defina as dívidas que serão pagas primeiro:

Agora que você sabe exatamente o quanto deve e o quanto você tem de disponibilidade mensal para quitar suas dívidas, você deverá escolher quais dívidas irá priorizar o pagamento.  Sugiro que você leve em consideração os fatores abaixo na hora de escolher as dívidas que devem ser priorizadas:

  • Comece quitando as dívidas que podem comprometer os serviços básicos essenciais, como água, luz, gás, que são serviços que podem ser cortados por falta de pagamento e comprometem o seu bem estar e de sua família.
  • As dívidas que possuem um bem em garantia também precisam ser priorizadas, como financiamento imobiliário e financiamento de veículo.
  • As dívidas com alto valor sentimental devem entrar logo depois. Dívidas com amigos, parentes, que venham te trazendo constrangimentos, e cujo pagamento te trará um alívio muito grande, precisam estar na sua lista, mesmo que nesses casos não tenham juros envolvido.
  • Depois de quitada essas dívidas o seu foco deve ser as dívidas que possuem os juros mais altos, como cartão de crédito e cheque especial.
  • Em último lugar você deverá pagar as dívidas com juros menores, como lojas de roupas, escolas, cursos, etc.

5. Negocie as suas dívidas

Agora que você sabe quais dívidas conseguirá pagar e quais delas serão priorizadas, chegou a hora de negociar o pagamento. Saiba que assim como você quer pagar suas dívidas, o seu credor tem todo o interesse em receber. Sendo assim, ligue ao seu credor e negocie, proponha você um acordo. Mas lembre-se não assuma nenhum acordo que você não possa cumprir.

 

Dica Bônus:

Em alguns casos fazer um novo empréstimo com juros menor (como um empréstimo consignado ou pessoal), poderá ser uma opção para quitar todas as suas dívidas e manter apenas uma parcela mensal a pagar.

 

 

Achou essa dica útil? Compartilhe com os seus amigos.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *